PÚBLICO DE FESTIVAL DE ROCK CANTA “OLÊ, OLÊ, OLÁ…LULA, LULA LÁ…”

You need to a flashplayer enabled browser to view this YouTube video

A notícia do Blog do Esmael não diz, mas, antes do “Lula-lá”, o mesmo público entoou o “Fora Temer” durante a apresentação do cantor Criolo e do grupo Baiana System:

Por esta o juiz Sérgio Moro não esperava. O público de aproximadamente 100 mil pessoas no Lollapalooza, em Interlagos, São Paulo, cantarolou neste sábado (25) o refrão “olê, olê, olá… Lula, Lula” durante o show da banda norte-americana Cage The Elephant.

O vocalista Matt Shultz subiu na estrutura do palco enquanto a guitarra tirava a melodia da campanha presidencial de Lula em 1989: “olê, olê, olá… Lula, Lula”.

O assunto foi inevitável nas redes sociais e blogs sobre política.

A internauta Ana Vilarino, por exemplo, cravou essa nas redes sociais:

twitter-578x330

“O sequestrador de Curitiba acaba de sequestrar a banda Cage The Elephant, com acusação de praticar o LulaPalooza”, escreveu a capixaba.

Sim, “LulaPallooza”.

Na prática, o evento na capital paulista acabou homenageando o ex-presidente Lula, perseguido pelo juiz parcial Sérgio Moro.

A ironia nisso tudo é que o “LulaPalooza” é uma promoção da Globo.

Entretanto, o público não é bobo, sabe a quem serve a Lava Jato. Por isso entoou “olê, olê, olá… Lula, Lula”.

REPRESENTANTE DE JALES FICA EM 3o. LUGAR NO CONCURSO MISS SÃO PAULO

iamonike

A notícia é do portal de amenidades EGO:

Karen Porfiro, representante do município de São Paulo, foi eleita a campeã do Miss São Paulo Be Emotion 2017. O concurso de beleza aconteceu na noite deste sábado, 27, no Palácio de Convenções do Anhembi, na capital Paulista.

O evento, que tinha como tema este ano o empoderamento feminino, começou bem nesse clima: as 20 candidatas subiram ao palco segurando placas com os dizeres “Nenhuma a menos”, “Liberdade” , “Uma por todas e todas por uma”, entre outras frases usadas pela luta da igualdade e do respeito às mulheres.

Em seguida, foram anunciados em um telão os nomes das 12 meninas escolhidas para seguir no concurso, entre elas a representante de Jales, Iamonike Helena. Na fase seguinte, as 12 finalistas participaram do desfile de maiô e, após isso, os jurados escolheram oito meninas, que seguiram para a apresentação de biquíni no palco.

Com as oito finalistas escolhidas, o concurso seguiu para o desfile de gala e, dali, as cinco finalistas foram escolhidas. Assim, prosseguiram as misses Laranjal Paulista, São Paulo, Jales, Tatuí e São Sebastião. As meninas do top 5 passaram para a etapa das perguntas, que abordava o tema empoderamento feminino.

Se deram melhor as misses Jales, São Paulo e Laranjal Paulista. Entre as top 3, a miss São Paulo saiu vencedora. A Miss Laranjal Paulista ficou em segundo lugar, enquanto Jales seguiu com a terceira colocação. Raissa Santana, Miss São Paulo 2016, foi a responsável por anunciar o resultado.

JORNAL DE JALES: EMPRESÁRIO LIDERA MOVIMENTO QUE PEDE RETIRADA DO SEMÁFORO DA RUA 24 COM A AV. FRANCISCO JALLES

capa JJ 26.03.17Eis a capa do Jornal de Jales, gentilmente enviada pelo corintianíssimo Brasilino Pires da Costa, o Velho Brasa. Como se pode ver, o principal destaque foi para a indenização de R$ 6 mil que a nossa Prefeitura terá de pagar ao empresário Júlio César Pupim, indevidamente incluído em uma lista de devedores de impostos divulgada na internet. A indenização foi confirmada pelo Colégio Recursal, que decidiu negar provimento a um recurso da Prefeitura e manter a sentença do juiz Fernando Antônio de Lima, do Juizado Especial de Jales.

A situação da empresa que administra a Área Azul, em Jales – a Tetran Soluções em Tecnologia de Trânsito – é outro destaque do JJ. Respondendo a questionamentos do vereador Fábio Kazuto(PSDB), segundo os quais a empresa estaria com o pagamento do 13º salário de seus funcionários em atraso, a gerente da Tetran em Jales, Aline Pontel, afirmou ao jornal que não existe nada errado com a Área Azul. Ela garantiu que o 13º já foi pago aos funcionários e que a empresa vem repassando toda semana 20% do valor arrecadado para a Prefeitura.

O projeto para instalação de um lanchódromo em Jales, que continua patinando; o lançamento do livro “Palavras Que Permanecem“, do bispo emérito dom Demétrio Valentini; a nova frequência da Rádio Assunção, que está deixando o AM e passando para FM; o início da construção das 402 casas do Residencial Nova Jales II, que deverá ter investimentos de R$ 40 milhões; e o movimento liderado pelo empresário Edmilson Lázaro para retirada do semáforo instalado no cruzamento da “Francisco Jalles” com a Rua 24, são outros assuntos do JJ.

Na coluna Fique Sabendo, o jornalista Deonel Rosa Júnior relembrou um caso de 1996 envolvendo o bispo dom Demétrio Valentini e o poderoso ex-ministro das Comunicações do governo FHC, o falecido Sérgio Motta. De estilo truculento, Serjão andou fazendo insinuações sobre o bispo de Mariana-MG, dom Luciano Mendes de Almeida. Dom Demétrio saiu em defesa do colega, afirmando que, se o Brasil estivesse no Império, Sergio Motta seria o bobo da corte. Serjão era tão poderoso que, certa vez, resolveu criticar até a então primeira-dama, Ruth Cardoso, classificando as iniciativas sociais dela como “masturbação sociológica”.   

JALES: ADOLESCENTE É ESTUPRADA APÓS PEDIR CARONA NO JARDIM PAULISTA

Deu no portal de notícias da Rádio Assunção:

Uma adolescente de 14 anos foi estuprada na cidade de Jales por um homem de 30 anos, na madrugada deste sábado, 25 de março, por volta das 00h30.

Segundo informações do boletim de ocorrência, obtidas pela reportagem do Jornal do Povo da Rádio Assunção, a menina estava no Jardim Paulista e pediu carona a um rapaz de iniciais C.E., que a levou para um lugar escuro onde ela foi obrigada a manter relação sexual. Desesperada, a menina teria pedido para ir embora, mas o rapaz a levou para a casa dele, ligou o som, trancou as portas e janelas e abusou novamente dela.

Somente depois de algumas horas, a adolescente foi solta próxima à Vila União, quando localizou uma amiga que chamou a polícia. No momento em que era feita a ocorrência a adolescente chorava muito, praticamente em pânico. Em posse das características a Polícia localizou o rapaz que foi encaminhado para Central de Polícia Judiciária de Jales.

O delegado plantonista solicitou um exame de comprovação de abuso sexual junto ao Instituto Médico Legal e, de posse do resultado positivo para relação carnal, decretou a prisão do rapaz, que foi levado para a Cadeia Pública de Santa Fé do Sul.

CONSTRUÇÃO DE CASAS DO CONJUNTO “NOVA JALES II” DEVE MOVIMENTAR R$ 40 MILHÕES

slider3

DSC02928-ed

A Câmara Municipal esteve movimentada na manhã de ontem, sexta-feira, quando os futuros moradores do Residencial Nova Jales II – que será construído em área localizada entre o Jardim Alvorada e o Nova Jales I – estiveram na sede do Legislativo para assinar seus contratos, que incluem a escritura de aquisição dos seus respectivos terrenos.

slider2O Residencial Nova Jales II, planejado pela Cooperativa Habitacional dos Comerciários de São Paulo, terá 402 moradias populares construídas através do programa Minha Casa Minha Vida, com financiamento da Caixa Econômica Federal. A construtora Coelho Engenharia Ltda será a responsável pela execução das obras.

O Nova Jales II contará com infraestrutura completa, incluindo água, esgoto, drenagem de águas pluviais, iluminação pública, pavimentação asfáltica e calçadas. De acordo com os empreendedores, os futuros moradores contarão com uma praça com equipamentos de ginástica e lazer infantil e poderão fazer caminhadas em todo o residencial, que será entregue com calçadas.

DSC02941-edSegundo o engenheiro Rafael Luís Coelho (com o prefeito Flávio Prandi, na foto ao lado), sócio-proprietário da Coelho Engenharia, as obras já foram iniciadas com a limpeza do terreno. Ele afirmou que as casas deverão ficar prontas em 18 meses. Rafael disse, ainda, que a Coelho Engenharia já construiu vários conjuntos habitacionais no estado de São Paulo e em outros estados. “Recentemente, entregamos dois conjuntos em Natal, no Rio Grande do Norte“.

O dono da construtora confirmou que, na sexta-feira, foram assinados os primeiros 112 contratos aprovados pela Caixa Federal. Outros 184 deverão ser assinados nos próximos dias. Rafael confirmou, também, que, das 402 casas, restam pouco mais de 50 para serem vendidas, com prestações a partir de R$ 479,99.   

O prefeito Flávio Prandi ressaltou que o empreendimento prevê investimentos de R$ 40 milhões. “Trata-se de uma obra que, além de movimentar cerca de R$ 40 milhões, vai gerar emprego e renda para muitos jalesenses. É uma grande realização para Jales, e estamos muito satisfeitos, que em menos de 100 dias, conseguimos dar essa notícia para nossa população”, comentou o prefeito.

BABY DO BRASIL – “MALANDRO”

baby aragãoNo vídeo abaixo, um dos melhores momentos do projeto Sambabook, que já revisitou as obras de João Nogueira, Martinho da Vila, Zeca Pagodinho, Jorge Aragão e, por último, dona Ivone Lara. Nele, a nova baiana Baby do Brasil – ex-Baby Consuelo – canta um samba de Jorge Aragão (“Malandro”), utilizando alguns recursos vocais muito parecidos com o estilo Elza Soares de cantar.

Não deve ter sido por acaso a escolha de Baby para cantar esse samba ao estilo de Elza. Afinal, foi com “Malandro” que, em 1976, Jorge Aragão – ex-integrante do grupo Fundo de Quintal – despontou como compositor, graças a Elza Soares, a primeira cantora a gravar esse samba que já mereceu várias regravações. Certamente que a de Baby é uma das mais belas.

Com quarenta anos de estrada, Aragão é autor de clássicos do samba, como “Enredo do Meu Samba“, “Logo Agora” e “Coisinha do Pai“, música em homenagem à filha Vânia, que, na voz de Beth Carvalho, tocou até em Marte (foi a música que acordou o robô Mars Pathfinder, lembram-se?).

Jorge Aragão é, também, um dos autores de um samba que muita gente canta, mas não sabe de quem é: o tema da Globeleza, da TV Globo (“… na tela da TV, no meio desse povo, a gente vai se ver na Globo…). Confiram, agora, a performance da Baby:

A TRIBUNA: COMANDANTE MESSIAS DEVOLVE AEROPORTO À PREFEITURA E LEVA ESCOLA DE AVIAÇÃO PARA CAMPO GRANDE

capa tribuna 26.03.17No jornal A Tribuna deste final de semana, a principal manchete destaca a possibilidade de a Prefeitura de Jales instalar uma unidade do Ganha Tempo, uma espécie de “Poupatempo” na versão municipal, que reúne em um só lugar diversos órgãos de atendimento ao público. A novidade foi divulgada pelo secretário municipal de Planejamento, Niltinho Suetugo. Segundo ele, já estão sendo realizados estudos no sentido de viabilizar a instalação do Ganha Tempo, uma instituição municipal que, além dos serviços prestados pela Prefeitura, coloca outros serviços à disposição do cidadão, mediante convênios com os governos federal e estadual.

Destaque, igualmente, para o famoso caso da “lista dos 100 maiores devedores de impostos municipais”, que está resultando na condenação da Prefeitura ao pagamento de R$ 6 mil a um contribuinte – o empresário Júlio César Pupim – por danos morais. A tal lista – uma resposta da Prefeitura a um pedido dos vereadores Gilbertão e Rosalino – foi divulgada por algumas horas no site da Câmara Municipal e acabou propagando-se nas redes sociais. A condenação não foi, no entanto, por conta da divulgação da lista, mas pela inclusão indevida de Júlio César, que nada devia à Prefeitura.

A assinatura dos primeiros 112 contratos com as pessoas que adquiriram casas no loteamento Nova Jales 2, financiadas pela Caixa Federal através do programa Minha Casa Minha Vida; o início dos treinamentos da equipe do Jales Futsal, que vai disputar a Liga Paulista da modalidade mandando seus jogos no ginásio do Jales Clube; a economia de R$ 130 mil/ano que a Prefeitura espera fazer com o cancelamento de 78 linhas Speedy; e a conclusão da licitação para o recape de ruas dos bairros Eldorado, Parque São Bernardo e Arapuã, são outros assuntos de A Tribuna.

Na coluna Enfoque, a informação de que o comandante Messias já devolveu as chaves do aeroporto à Prefeitura e, segundo fontes, estaria levando sua escola de aviação para Campo Grande. Na página de opinião, o artigo do infatigável Marco Poletto lamenta o papel do PMDB no golpe contra Dilma, enquanto o ex-prefeito Pedro Callado explica que o governo federal está fazendo a reforma da Previdência “sem ouvir o outro lado”. No caderno social, destaque para a coluna do Douglas Zílio e para a Festa das Mulheres promovida pela AVCC. 

DEU NA FOLHA NOROESTE DE HOJE

folha noroeste 25.03.17No jornal Folha Noroeste deste sábado, o principal assunto é o evento realizado ontem, sexta-feira, quando 112 pessoas que estão adquirindo sua casa própria no loteamento Nova Jalles II, através do programa Minha Casa Minha Vida, estiveram na Câmara Municipal para assinar um contrato com caráter de escritura pública do terreno. O empreendimento, que fica entre os bairros Alvorada e Nova Jales I, será executado pela construtora Coelho Engenharia, com financiamento pela Caixa Econômica Federal. No total, serão construídas 402 moradias, com investimentos na ordem de R$ 40 milhões e previsão de entrega em 18 meses. 

O jornal está destacando, também, o reconhecimento – pelo Ministério da Educação e Cultura – do curso de fisioterapia da Unijales, coordenado pelo professor/fisioterapeuta Bruno Rubinho Toniolli, cuja qualidade foi avaliada por técnicos do MEC e aprovada com o conceito de “ótimo”. Destaque, igualmente, para os preparativos da 12ª Feira de Agronegócios da Uva e do Mel de Jales, prevista para ocorrer no mês de setembro.

Na coluna FolhaGeral, o palmeirense Roberto Carvalho – que, nesta semana, coloriu o jornal de verde, como se pode ver aí do lado – está informando que o TSE, em sessão do dia 21 de março, confirmou como válido o registro das candidaturas do prefeito e vice de Pontalinda – Elvis Carlos de Souza(PTB) e Guedes Marques Cardoso(PSDB) – que havia sido indeferido pelo TRE-SP. A candidatura de Elvis tinha sido barrada pelo TRE-SP por conta de uma condenação do prefeito, acusado de enriquecimento ilícito, mas ele, depois de vencer as eleições, conseguiu tomar posse graças a uma liminar concedida pelo ministro Gilmar Mendes.

“SINTO A INDIFERENÇA TODOS OS DIAS”, DIZ MISS JALES SOBRE PRECONCEITO

A notícia é do portal da Band:

jales-2017-Iamonike-Helena-1Iamonike Helena, representante da cidade de Jales, está na disputa pela coroa de Miss São Paulo BE Emotion 2017.

Em entrevista ao Portal da Band, a modelo de 23 anos falou sobre o racismo e o preconceito velado que enfrenta diariamente. “Sofro todos os dias. Acordo tendo de provar para o mundo que o negro é capaz, que não é só bandido, só coitadinho. As pessoas dizem que não, mas o preconceito hoje em dia está mascarado”, desabafou.

Na adolescência, a beldade usava as madeixas cacheadas, mas devido à pressão acabou alisando os fios. “Meu cabelo era lindo, só que de tanto todo mundo falar acabei mudando. Hoje em dia não me vejo mais crespa, gosto de mim assim”, revelou.

Técnica em agropecuária, Iamonike já administrou uma fazenda, mas também encontrou a resistência dos funcionários pelo fato de ser mulher. “Quase ninguém aceita uma mulher no comando, dirigindo um trator, por exemplo. Hoje em dia eu trabalho só como modelo e tento provar dia após dia que somos todos iguais”, disse.

Mesmo com todos os percalços da vida, ela se sente vitoriosa por ter conseguido chegar onde está hoje. “Motivos para ser uma adolescente problema eu tive, mas graças a Deus consegui trilhar caminhos bons. As pessoas se distinguem na sua capacidade, não pela cor, e o negro tem muita força por ter de provar todos os dias que ele é bom, que consegue, que se entrega no que faz”, concluiu.

A grande final do Miss São Paulo vai ao ar neste sábado, dia 25, a partir das 22h30 no Portal e na tela da Band.

SURREALISMO À BRASILEIRA: BRF QUEBRA OVOS PARA REDUZIR PRODUÇÃO DE FRANGOS

images-cms-image-000538703Nem o surrealismo fantástico de Gabriel García Márquez seria capaz de imaginar uma cena como essa, em que uma empresa é obrigada a quebrar os ovos para evitar o nascimento dos pintos. A notícia é da Época Negócios

A BRF está quebrando ovos que eventualmente iriam gerar frangos para abate para reduzir sua produção futura, em meio aos problemas de mercado causados pela Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, disse uma fonte com conhecimento do assunto.

Os ovos férteis são produzidos por matrizes em granjas próprias da empresa, chocados e os pintos com um dia de vida são entregues para granjas parceiras, onde são criados até o momento do abate, cerca de 40 dias depois.

Com a quebra de ovos, a empresa reduz o volume de carne que chegará ao mercado nas próximas semanas.

“O único jeito de reduzir produção é quebrar os ovos, reduzindo alojamento (de pintos), aí reduz abate e reduz produção”, disse a fonte, sob condição de anonimato.

A fonte não informou o volume de ovos que está sendo descartado.

A BRF disse, por meio da assessoria de imprensa, que “a informação não procede”.

Na quinta-feira (23/03), a JBS, maior processadora de carnes do Brasil, informou que está reduzindo drasticamente o abate de bovinos em suas plantas no país, nos próximos dias.

“A BRF ainda não parou (abates de frangos), mas por conta da cadeia, ela tem aves alojadas. Mas vai diminuir alojamento”, disse a fonte.

Em Tempo: Indústrias exportadoras de carne suína e de frango perderam 40 milhões de dólares na primeira semana após as revelações da Operação Carne Fraca, que levaram ao fechamento de diversos mercados no exterior, estimou nesta sexta-feira a Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), segundo matéria da Reuters.

A entidade destacou que os principais impactos ocorrem com os bloqueios na Ásia. A China é a segunda maior importadora de carne de frango e terceira maior importadora de carne suína do Brasil. Já Hong Kong é a segunda maior importadora de carne suína e sexta no ranking de embarques de carne de frango.

“Os equívocos na divulgação da Operação Carne Fraca causaram impactos globais. Já temos 25 mercados com algum tipo de bloqueio, parcial ou total. Estamos, juntamente com o governo brasileiro em um esforço para apresentar os devidos esclarecimentos aos vários mercados que são nossos importadores, buscando restabelecer a situação das exportações”, disse em nota o presidente-executivo da ABPA, Francisco Turra.

1 2 3 1.031